A Kinross concluiu a venda de Fruta del Norte e cumpre compromissos com a comunidade

Depois de anos de negociações desafiadoras que eventualmente levaram à decisao da empresa de deixar o Equador, a Kinross concluiu com sucesso, em 17 de dezembro (a venda de seus ativos equatorianos – a Aurelian Resources e o projeto Fruta del Norte (FDN) – para a Fortress Minerals de Vancouver por US$ 240 milhoes em dinheiro e títulos.

A venda é um marco importante para a Kinross e não teria sido possível sem a perseverança e trabalho das nossas equipes de desenvolvimento corporativo, jurídica e técnica em Toronto, além da equipe local do Equador. A transação não apenas fortalece nosso balancete, como também nos permite aumentar o foco em outras prioridades estratégicas.

Clique aqui para rever nossa passagem pelo Equador.

Como conseguimos que nossa saída do país também marcassem os valores que tentamos incorporar todos os dias. Embora tenhamos decidido não prosseguir com o desenvolvimento do FDN, não fugimos de nossas responsabilidades com as comunidades equatorianas nem de nossos deveres ambientais.

Ao encerrar este capítulo da história da Kinross, devemos orgulhar-nos especialmente dos diversos programas comunitários que iniciamos e também concluímos. Eles incluem:

  • Trabalhar para transformar um grupo de mais de 470 produtores em uma associação com um negócio de exportação agrícola sustentável.
  • Estabelecer programas de educação básica e secundária à distância, ajudando a aumentar as taxas de graduação na escola secundária em 11%
  • Um programa de treinamento pago para que os trabalhadores locais desenvolvessem habilidades em informática, empreendedorismo e outras áreas.
  • Foi inaugurada oficialmente uma nova capela em Nankai, uma pequena vila de aproximadamente 250 habitantes localizada perto do projeto FDN. A Kinross doou os móveis para a capela, incluindo bancos e assentos, a cruz de fibra de vidro para o altar, um sino de bronze e um sistema acústico para a capela.

Gostaríamos de expressar nossa imensa gratidão pela sua natureza acolhedora e pela confiança que depositaram nos projetos sociais, culturais e de desenvolvimento da comunidade dentro de sua área de projeto, o que fortaleceu os laços de fraternidade e compromisso humanitário com os mais esquecidos da região amazônica, nossa mais profunda gratidão pelo seu valioso apoio, através do qual fortalecemos 81 comunidades e novas associações afiliadas à organização“.
– Jorge Chumapi Terietsa (presidente) e Hugo Roberto Ushpa Sharup (vice-presidente), Federação Shuar de Zamora-Chinchipe

Depois de concluir uma série de reuniões com as partes interessadas locais para se despedir e apresentar a equipe da Lundin, é um grande prazer saber que as pessoas realmente apreciaram a Kinross e sua contribuição para a comunidade. Um tema recorrente foi a ênfase no crescimento pessoal e fortalecimento institucional com base em relações forte e amistosa. Os valores que a Kinross traz para o trabalho deixarão lembranças duradouras em Zamora Chinchipe“.
Dominic Channer (vice-presidente, assuntos externos, Américas)