Administrando nossa contribuição ambiental: recuperação de Fort Knox

O seguinte vídeo destaca os efeitos positivos da recuperação de Fish Creek nas imediações da nossa mina do Alasca.

Nossas operações de Fort Knox são um exemplo de como minas antigas podem operar de forma sustentável com ecossistema e populações próximas. Depois de quase um século de atividades de mineração, antes do desenvolvimento da mina atual em 1992, a qualidade da água e o habitat dos peixes foram seriamente afetados pelas concentrações excessivas de sedimentos, escoamentos descontrolados e erosão. O desenvolvimento da nova mina criou oportunidades para corrigir os danos e restaurar o habitat onde as populações nativas de peixes podessem se desenvolver. O pantanal recuperado é agora uma vibrante incubador de peixes, bem como de castores, águias e alces. O fato de que tal sucesso tenha sido atingido em uma área imediatamente abaixo das instalações de armazenamento de rejeitos da mina é indicativo do alto nível de proteção ambiental das operações de Fort Knox.

Este vídeo é um dos quatro vídeos de estudos de caso do nosso Relatório de Responsabilidade Corporativa de 2013 (disponível somente em inglês).

Leia sobre a nossa estratégia de preservação ambiental no Relatório de Responsabilidade Corporativa 2013, e a estratégia e desempenho geral em responsabilidade corporativa dos Estados Unidos em seu relatório de país (disponível somente em inglês).

Kinross publica o Relatório de sustentabilidade de 2020 e o Relatório do clima
Julho 28, 2021

Kinross publica o Relatório de sustentabilidade de 2020 e o Relatório do clima

Kinross estabelece parceria com a comunidade de Curlew para construir heliponto para atendimentos emergenciais
Julho 19, 2021

Kinross estabelece parceria com a comunidade de Curlew para construir heliponto para atendimentos emergenciais

Kinross realiza consultas a comunidades para o desenvolvimento de projetos no Alasca, Chile e Rússia
Julho 12, 2021

Kinross realiza consultas a comunidades para o desenvolvimento de projetos no Alasca, Chile e Rússia