Como Fort Knox atingiu um índice negativo de falhas em 2013?

Graças ao intenso programa de manutenção sobre condições (CBM) em Fort Knox, a equipe de manutenção não sofreu nenhuma falha mecânica catastrófica em 2013.

A equipe de manutenção de Fort Knox então passou a seguir os princípios CBM em 2012. Isso incluiu implementar um sistema de monitoramento da integridade da máquina em tempo real e treinou funcionários com base nos testes não destrutivos e de confiabilidade de várias ferramentas e tecnologias usadas para acompanhar a saúde da máquina.

Clint Nebeker (Gerente de minas, manutenção móvel) atribui o sucesso do programa CBM de Fort Knox ao esforço árduo da equipe de manutenção. “A manutenção é feita com base em indicadores mostrando que o equipamento ou o componente está sob o status de falha ou não seguiu as especificações do fabricante do equipamento original (OEM). Ao fazer o rastreamento em tempo real, análise de status de falha e rotas semanais, a equipe pode prever falhas ainda nos estágios iniciais”.

O motor médio custa entre US$ 300 mil e US$ 400 mil, e uma reconstrução pode custar cerca de 50% do preço de um motor novo. Ao eliminar falhas, houve uma grande economia devido à redução de manutenção.

Além da redução dos custos de manutenção, o programa CBM apresentou menos falhas imprevistas de máquinas e componentes, maior tempo de máquina em funcionamento e previsibilidade do desempenho do equipamento.