Kinross dá prosseguimento à Expansão inicial de Gilmore em Fort Knox

Em 12 de junho de 2018, a Kinross anunciou que dará prosseguimento ao projeto inicial “Expansão de Gilmore” em nossa mina Fort Knox, no Alasca.

Prevê-se que a expansão aumentará a vida da mina até 2030 a um baixo custo de capital, acrescentando 1,5 milhão de onças de ouro a sua produção total, em uma de nossas principais operações.

“Com potencial de ganho adicional que vai além do projeto Gilmore, Fort Knox é um importante ativo de nosso portfólio, localizado em uma excelente área de mineração. O projeto Gilmore e o acréscimo dos recursos minerais previstos agrega valor e acredita-se que será um contribuidor essencial para o futuro crescimento de nossa Empresa”, disse J. Paul Rollinson, Presidente e CEO.

A Kinross adquiriu direitos minerais sobre um terreno de 287 hectares (709 acres) conhecido pelo nome de Gilmore em dezembro de 2017, localizado a oeste da mina de Fort Knox no Alasca.

Nos últimos seis meses, foi concluído um estudo de viabilidade que analisou as duas primeiras fases de um possível projeto multifásico de alterações na angulação da cava e construção de um novo bloco de lixiviação. As obras em Gilmore estão previstas para começar em breve, com a produção inicial do projeto prevista para o início de 2020.

Para obter mais informações sobre a expansão, veja o boletim informativo aqui.

 

Corte transversal de Fort Knox em 31 de dezembro. A superfície atual de mineração é vista em preto; a mina de reservas pré-Gilmore, em laranja; a mina de reservas pós-Gilmore, em verde; e a mina de recursos pós-Gilmore, em amarelo.