Kinross define termos de acordo com governo da Mauritânia para fortalecer parceria

Em 15 de junho, a Kinross anunciou que havia chegado a um acordo com o governo da Mauritânia para fortalecer sua parceria, ao mesmo tempo em que a empresa e o governo alinham seus interesses de longo prazo, para sustentar o sucesso contínuo da operação de Tasiast nos próximos anos.

“É um prazer constatar a manutenção do clima de investimento estrangeiro na Mauritânia, com o sucesso de nossas conversas com o governo, além do financiamento do projeto de Tasiast liderado pelo IFC, assinado em dezembro de 2019”, disse J. Paul Rollinson, Presidente e CEO. “Esse acordo equilibrado proporcionará mais estabilidade, posicionará Tasiast para o sucesso em longo prazo e trará mais benefícios para a Mauritânia e sua população.”

“Tasiast é um importante contribuinte para o bem estar da Mauritânia, e acreditamos que nosso novo acordo será um modelo positivo para outros investidores estrangeiros em mineração”, disse Mohamed Abdel Vetah, ministro do Petróleo, Minas e Energia da Mauritânia.

Entre os termos importantes a ser incluídos no acordo definitivo estão:

  • Licença de exploração de 30 anos na área prospectiva de Tasiast Sud, com permissão acelerada
  • Renovação da isenção de impostos sobre combustíveis
  • O governo restituirá reembolsos de imposto sobre valor agregado (IVA) até 2025
  • A Kinross pagará royalties atualizados e progressivos, alinhados com a convenção de mineração atual e vinculados ao preço do ouro
  • Pagamentos da Kinross ao governo para resolver pendências
  • O governo terá o direito de indicar dois observadores para o Conselho de Tasiast, e um representante e um observador para o Conselho de Tasiast Sud

Para obter mais informações sobre o acordo, acesse o comunicado à imprensa aqui ou nossa apresentação resumida aqui.