Um dia na vida de um técnico em Metalurgia em Round Mountain

Um dia na vida de um técnico em Metalurgia envolve a realização de testes essenciais para o monitoramento de projetos atuais e a compreensão da viabilidade e eficácia do processo de mineração.

“Nossos técnicos em metalurgia preparam relatórios metalúrgicos diariamente. Os relatórios diários são fundamentais para alcançar as metas de produção. O teste realizado pelo Laboratório de Metalurgia é utilizado para ajudar na otimização operacional dos blocos de lixiviação e da usina”, afirma Stuart Myrhow, Gerente de Metalurgia de Round Mountain.

Os técnicos em metalurgia testam carvões ativados – feitos de cascas de coco queimadas, esmagadas e dimensionadas – utilizados no processo de lixiviação para absorver o ouro da solução. Este carvão é contido em tanques nas usinas de Adsorção, Dessorção e Recuperação (ADR).  Com o tempo e através de manipulação, alguns carvões se quebram em partículas menores chamadas moinhas de carvão.  Se essas moinhas vazarem da usina de Adsorção, Dessorção e Recuperação (ADR) e voltarem para a pilha com a solução, adsorverão ouro que não pode ser recuperado.  As moinhas são separadas por telas e colocadas em sacos.

O teste de moinhas de carvão é essencial para maximizar a recuperação e minimizar o desperdício no local. Os técnicos testam o carvão para determinar se deve ser removido e reutilizado, ou se deve ser enviado a terceiros para recuperar o metal precioso que contém. Trados de mão, ferramentas de metais com um pequeno balde, permitem que os técnicos façam um buraco no carvão e removam uma amostra representativa de cada saco. Os técnicos testam as amostras para distribuição de tamanho e partes por milhão (ppm) de prata e ouro utilizando um teste XRF (espectrômetro de fluorescência de raios-X).

Uma técnica em metalurgia, Shawna Pennington, testa a distribuição do tamanho de uma amostra de carvão

Se as amostras atendem aos requisitos pré-determinados de tamanho, aquele saco é reutilizado na usina. Se o carvão não for utilizável em ADR, então a mina o envia para o fundidor. O teste XRF fornece uma estimativa dos metais preciosos em cada saco. Assim, Round Mountain sabe o valor do saco antes do fundidor processar e comprar os metais

A Técnica em Metalurgia, Stephanie Shafer, operando o XRF para analisar o ppm de metais pesados na amostra

Através do envio de moinhas de carvão, Round Mountain maximiza a recuperação de seu carvão de formas que eles não podem processar no local e o carvão é eliminado para eles.

Além disso, o Departamento de Metalurgia tem realizado testes em materiais da Fase W do projeto de expansão proposto. O Teste de Flutuação em pequena escala tem sido importante para a compreensão de como o material pode agir na usina, assim como para prever a recuperação. Do mesmo modo, uma zona de teste do material da Fase W foi criada no curso do ano passado para determinar a viabilidade de lixiviação. Amostragem desta zona foi concluída recentemente e os técnicos estão se preparando para obter amostras das extremidades em breve.

Equipe 1, da esquerda para a direita: Carl Wright, Jenny Edom, Monicka Harter-Hill e Aleksei Saladino

Equipe 2, da esquerda para a direita: Shawna Pennington, Novalee Medlock e Stephanie Shafer

 

Kinross Paracatu recebe autoridades governamentais e jornalistas em visita a instalações de gestão de resíduos
Abril 19, 2022

Kinross Paracatu recebe autoridades governamentais e jornalistas em visita a instalações de gestão de resíduos

Kinross dá as boas-vindas a Great Bear com o Dia da Integração!
Março 1, 2022

Kinross dá as boas-vindas a Great Bear com o Dia da Integração!

Kinross Alasca comemora a primeira extração de ouro de Gil-Sourdough
Dezembro 6, 2021

Kinross Alasca comemora a primeira extração de ouro de Gil-Sourdough