Informe trimestral do CEO: Resultados do T1 de 2017

Hoje, divulgamos para os nossos resultados do T1 2017 e amanhã realizaremos a nossa assembleia anual e dos acionistas. Abaixo, um panorama com alguns dos principais destaques do T1:

  • Unidades mantêm o excelente desempenho da Kinross em segurança: No final do T1 2017, nossa taxa de frequência total de acidentes registráveis foi de 0,34, o que continua nos classificando entre os melhores do nosso setor.
     
  • 2017 começa com mais um trimestre muito positivo: O forte desempenho das nossas operações contribuiu para um primeiro trimestre sólido. Mais uma vez, estamos cumprindo a orientação anual em produção, custo total por onça produzida e custo de produção das vendas. Obrigado a todos pelo trabalho árduo e constante que ajudou a gerar esses resultados!
     
  • Destaques operacionais: Tasiast aumentou a produção em 37% e reduziu significativamente o custo das vendas por onça em relação ao ano anterior; Round Mountain aumentou a produção na comparação ano a ano devido à recuperação de um maior número de onças nos blocos de lixiviação; Bald Mountain está no caminho certo para dobrar a produção em 2017 em relação a 2016; e Kettle River-Buckhorn continuou a apresentar bom desempenho e a superar a expectativa de vida útil da mina.
     
  • Destaques financeiros: Geramos aproximadamente US$ 250 em fluxo de caixa operacional ajustado, com aumento de 21% em comparação com T1 2016. Continuamos fortalecendo nosso balanço com a alienação de Cerro Casale. Com a venda, nossa posição de caixa pro forma é de aproximadamente US$ 1,1 bilhão, com liquidez total de aproximadamente US$ 2,5 bilhões. Nosso sólido balanço nos proporciona flexibilidade financeira para financiar nossos projetos de desenvolvimento orgânico em todas as regiões nas quais atuamos. Todos eles estão progredindo bem. 
     
  • Alienação de Cerro Casale: No T1, concordamos em vender nossa participação de 25% em Cerro Casale e o total de nossa participação em Quebrada Seca, no Chile, por US$ 260 milhões à vista, um pagamento contingente de US$ 40 milhões após uma decisão de construção para Cerro Casale e royalties de 1,25% sobre 25% da receita bruta obtida com a venda de metais nas propriedades.

 

  • Projetos de desenvolvimento orgânico progredindo bem: Continuamos a avançar com nossas iniciativas de crescimento orgânico nas três regiões onde atuamos.
    • Estamos registrando excelente progresso na Fase 1 do projeto de expansão de Tasiast, que está evoluindo conforme o cronograma e o orçamento e deve alcançar plena produção comercial no T2 2018. O estudo de viabilidade da Fase 2 está dentro do prazo e sua conclusão está prevista para o T3 2017.
    • Em Bald Mountain, aproximadamente 60% do trabalho de engenharia do projeto Vantage Complex, na área Sul, já está completo.
    • Em Round Mountain, o estudo de viabilidade da Fase W está dentro do prazo, com previsão de conclusão para o T3 2017.
    • Na Rússia, o desenvolvimento do projeto September Northeast, nas imediações de Dvoinoye, a construção do portal em Moroshka e metade das obras de infraestrutura de superfície foram concluídos. 
       
  • Aprimoramento do programa de liderança para funcionários e atualização do Código de conduta: Neste trimestre, lançamos um programa de liderança atualizado, o Leadership The Kinross Way (em uma tradução livre, Liderança no estilo da Kinross), para desenvolver talentos na empresa, e um novo guia, Trabalhar com integridade – um guia do Código de conduta e ética nos negócios da Kinross, que se baseia no Código. O guia aborda o significado da conduta ética na Kinross e oferece exemplos de como o Código se aplica a todos os funcionários no dia a dia. Leia sobre as duas iniciativas.

Obrigada pelo nosso forte início de 2017. Vamos manter esse impulso ao longo de todo o ano!