A nova estratégia de mistura de ouro em Bald Mountain

Em meados de 2016, as equipes de geologia e processamento de Bald Mountain perceberam uma alteração: a solução de cianeto estava percolando mais lentamente do que se previa nos blocos de lixiviação.

“Como testamos regularmente o minério quanto ao tamanho das partículas para garantir que a lixiviação seja possível, entendemos que havia uma parcela significativa de material fino no novo minério”, afirmou Isaac Amponsah, Metalurgista Chefe, Bald Mountain. “Os materiais finos preenchem os espaços vazios entre as rochas e impedem a solução de fluir com a rapidez que gostaríamos, o que poderia atrasar a produção de ouro.”

À procura de uma solução para o problema, a equipe de Bald Mountain consultou outras operações de lixiviação da Kinross para aproveitar a experiência acumulada da empresa. Round Mountain havia enfrentado uma dificuldade similar na mina a céu aberto de Gold Hill, que foi resolvida com a mistura de ouro. A equipe de Bald Mountain acreditava que a mesma abordagem poderia resolver o problema e usou o programa Achieving Excellence para avaliar o impacto da mistura, tanto na mineração quanto na economia da unidade, e decidiu implementá-la. A viabilização da solução exigiu muito trabalho de equipe.

“Nossos modelos geológicos nos dão uma boa noção de onde encontraremos materiais adequados para mistura”, disse Darren Parsons, Geólogo Sênior, Bald Mountain. “Mas são os operadores de escavadeira que observam diretamente todos os materiais depositados nos caminhões.”

A contribuição de Darren foi essencial no treinamento da equipe de operações de mina para a identificação de diferentes tipos de materiais e o trabalho conjunto com os supervisores de campo, para assegurar a destinação correta.

“As equipes têm feito um excelente trabalho, garantindo que a mistura ocorra conforme planejado”, comentou Darren. A estratégia exigiu execução perfeita, porque devemos evitar a estocagem de matéria-prima sempre que possível.

“Um dos desafios de trabalhar com depósitos de minério de baixo grau é que mesmo pequenos aumentos no custo podem afetar muito a margem de lucro”, observou Tom Fedel, Engenheiro de Mineração Sênior, Bald Mountain. “Ajustamos os planos da nossa mina para poder obter ao mesmo tempo diferentes tipos de material provenientes de diversas áreas”, conta ele. “Então, misturamos os materiais ao despejá-los no bloco para não incorrer em nenhum custo adicional.” 

Valeu a pena coordenar esforços entre diversos departamentos: desde a implantação da estratégia de mistura, as taxas de percolação nos blocos melhoraram e vêm sendo mantidas consistentemente. A estratégia também ajudou a equipe da unidade a fazer previsões de produção mais precisas. 

 

Um exemplo de minério com alto percentual de materiais finos (à esquerda), comparado com minério “sem mistura” (à direita)

Gregory Snow, Geólogo de Geração de Ouro, Bald Mountain, inspeciona uma amostra de minério quanto à presença de materiais finos